— Atendimento psicológico no Tatuapé – São Paulo

O que mantêm as relações?

O que mantêm as relações?

Hoje pretendo falar sobre as relações, sobre todos os tipos de relações, relações entre amigos, namorados, casamento, pais e filhos, enfim, sobre as mais diversas relações humanas.

O que nos faz escolher essa ou aquela amizade? Namorar este ou aquele rapaz ou moça? O que nos faz escolher casar com aquela pessoa especial, aliás, porque essa pessoa é especial para nós?

A resposta para essas questões é a afinidade, você fica amigo de alguém ou namora alguém por ter afinidade nas conversas, na forma de ver a vida, no gosto pelas coisas parecidas, afinidade para se divertir e até para chorar!

Mas por que mesmo com tantas afinidades algumas relações esfriam, se afastam ou terminam? Parece que a resposta é fácil, terminam porque acaba a tal afinidade!

Sim, é verdade, as afinidades podem acabar, pois também mudamos com o tempo, temos outros interesses, outros desejos!

Mas hoje quero falar sobre algo bem importante e que se faz necessário em todas as relações humanas, que é o investimento.

Se, o que faz as pessoas se aproximar são as afinidades, o que as fazem permanecerem unidas é o investimento depositado nessas relações. Investir em uma relação dá trabalho, porém afirmo que todas as relações necessitam de investimentos constantes.

E como se investe em uma relação?

Reservar um tempo para ligar para aquele amigo, se interessar pela vida dele, um encontro, estar presente, dar presente! Investimento é muito mais do que mensagens nas redes sociais e é por isso que dá trabalho. Investimento é doar o seu tempo e seu afeto para aquela pessoa.

Quantos casais vivem um dia após o outro de forma tão automática que não sabem nem responder o que mantém aquela relação. Quando são questionados, a resposta sempre é por um motivo além do casal: filhos, família, dinheiro, religião…  Mas, o que têm nessa relação que os mantêm nela? É preciso pensar muito para encontrar essa resposta e ás vezes não as encontra! São tantas as relações abandonadas pelo caminho, relações desinvestidas de carinho, afeto, atenção, cuidado!

É necessário cuidar da relação á dois! É necessário dar oi quando se chega com um beijo, dar tchau quando se vai (com outro beijo!), fazer uma mesa bonita! Fazer aquela massagem que ela gosta! Preparar aquela comida que ela adora! Ligar durante o dia só para saber se está tudo bem! Dizer o quanto ela está bonita! Lembrar o quanto ele é importante na sua vida! Tomar um vinho juntos! Dar risada! Investir nessa relação constantemente para que vocês sempre se lembrem do motivo pelo qual estão juntos.

Mas mesmo assim, os desentendimentos acontecem e as brigas acabam sendo inevitáveis, lembra, somos seres humanos! E chega a tal “fase ruim”, e como sair dela?

Nesses momentos, costumamos colocar tudo em uma balança (quem nunca recebeu ou deu esse conselho!), na balança um lado sempre irá pesar mais, e sabe o que irá fazer o contrapeso? O investimento!! O quanto de investimento você fez nessa relação é o que irá pesar nesses momentos de decisão.

E você, anda investindo em suas relações?

2 Comentários
  • Paula
    Postado às 11:05h, 14 dezembro Responder

    Lindo texto! Me fez pensar em quantas pessoas “perdemos” o contato ao longo do nosso caminho. Investimento eh custoso e deve ser sempre mutuo. Obrigada pela reflexao.

    • Thaisa Miguel
      Postado às 12:20h, 22 fevereiro Responder

      É verdade Paula, o investimento deve ser mútuo para que as relações sejam mantidas! Que bom que gostou do texto, obrigada pela troca! @paulapereda

Deixe um comentário

Fale Comigo